Portrait of industrial workers wearing surgical masks, standing on top of together in layers within the factory.

Alcoa e Alubar reforçam ações contra Covid-19 no Pará

Indústrias avaliam tornar algumas medidas permanentes, mesmo após o término da vacinação

Neste 28 de abril, Dia Mundial da Segurança e da Saúde no Trabalho, Alcoa e Alubar, indústrias do setor do alumínio que atuam no Pará, ressaltam a importância de reforçar as práticas com foco na proteção e bem-estar dos seus empregados. 

No município de Juruti, no oeste do Estado, a Alcoa tem mantido rígidos protocolos em suas operações, desde o início da pandemia, com reforço das medidas de controle e prevenção, seguindo as recomendações das autoridades sanitárias e de saúde.

Além disso, a empresa tem orientado os colaboradores a respeitarem o isolamento social também fora do ambiente de trabalho e evitarem transitar entre comunidades rurais e cidades vizinhas.

“Sempre os aconselhamos sobre a importância do uso de máscaras dentro e fora das operações. Essa é uma prática que deve fazer parte da rotina pessoal, além de manter os cuidados com a higienização das mãos e a necessidade do distanciamento social”, comenta Genesis Costa, gerente geral da Alcoa Juruti.

A companhia tem participado ativamente do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 e contribui com as discussões para a implementação de medidas para o combate à pandemia em Juruti, além de já ter realizado doações de itens médicos e contribuído com ajuda humanitária neste período emergencial.

Conheça algumas medidas adotadas pela Alcoa:

  • Quarentena: sete dias para assintomáticos, com realização do teste para detecção de Covid -19. Para os sintomáticos, a empresa segue o fluxo de liberação estabelecido pelo médico, após realização do teste de detecção de antígeno para Covid-19.
  • Fechamento de escritórios:medida em vigor desde o dia 13 de janeiro com o objetivo de diminuir o fluxo de pessoas nas operações;
  • Recomendação para evitar viagens intermunicipais não-essenciais: essa medida inclui deslocamentos entre comunidades rurais;
  • Check-in diário e obrigatório: caso o colaborador precise acessar a planta, a determinação é realizar o check-in na sua residência. Caso ele reporte algum sintoma, deve ligar para o tele monitoramento e ficar em casa;
  • Home officeválido para colaboradores das áreas administrativas, que possuem atividades viáveis com uso de ferramentas virtuais;
  • Isolamento de colaboradores do grupo de risco: idosos, grávidas, hipertensos e doentes crônicos;
  • Postos avançados do Serviço Médico Alcoa: instalados no Porto para isolamento de colaboradores com sintomas;
  • Monitoramento da temperatura e dos níveis de saturação de oxigênio:realizado com os colaboradores nas portarias para verificar se há febre ou dificuldade respiratória.

Alubar

Na cidade de Barcarena, no nordeste do Pará, a Alubar tem realizado mudanças nos protocolos conforme avaliação do cenário da pandemia desde o ano passado.

Entre as ações adotadas estão: instalação de divisórias de acrílico nos refeitórios, o reforço das medidas de prevenção junto àqueles que não podem adotar o home office, distribuição de face shields nas fábricas, além de realização de teste rápido em todos os colaboradores a cada 15 dias.

Segundo Ana Carolina Santos, gerente de Gestão de Pessoas da Alubar, várias medidas serão permanentes mesmo com a vacinação e eventual amenização da pandemia.

“A vacina é importantíssima, mas precisamos continuar nos protegendo. A utilização do álcool em gel, por exemplo, é fundamental e ainda previne outros problemas como de estômago ou mesmo conjuntivite. Esse momento também foi importante para rever valores e hábitos”, explica.

Veja também:

Voluntários da Alcoa promovem ação comunitária em Poços de Caldas (MG)

Apesar dos desafios impostos pela pandemia da Covid-19, os voluntários da Alcoa em Poços de Caldas (MG) iniciaram as ações comunitárias (Actions) de forma virtual, seguindo a dinâmica de 2020. A primeira, ocorrida no mês de abril em prol da Associação de Pais e Amigos para Apoio ao Talento (Aspat), beneficiou os alunos do Centro

Pará lidera ranking de exportações minerais no Brasil

O estado do Pará registrou o melhor desempenho nas exportações minerais do país, de janeiro a abril deste ano, com 57 milhões de t de produtos, o equivalente a US$ 8,1 bilhões. A informação foi divulgada no boletim econômico do Sindicato das Indústrias Minerais do Pará (Simineral), no dia 15 de maio, que também traz

Projeto Foco&Futuro, da ABAL, destaca inovação e sustentabilidade do setor do alumínio

O ‘Foco&Futuro: experiências que transformam’, iniciativa da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL), promoveu na última quinta-feira, 13 de maio, a 2ª masterclass no canal do Youtube da Eureca, consultoria especializada em recrutamento de jovens e parceira no projeto. Na ocasião, representantes do grupo de mentores do hackathon deram dicas de conteúdo para os estudantes e

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima