nature-3294632_1280

Agência ambiental alemã publica diretrizes para economia circular

Indústria de embalagens flexíveis foi considerada durante elaboração do documento

A Agência Federal do Meio Ambiente da Alemanha (Umweltbundesamt, UBA) divulgou nove diretrizes sobre economia circular, importante tema para o equilíbrio do meio ambiente que conta com colaboração significativa do alumínio — confira reportagem sobre o assunto aqui. O objetivo foi criar um entendimento comum e uma estrutura estratégica de como o conceito pode ser estabelecido, considerando as partes interessadas na esfera política, nos negócios e na sociedade.

De acordo com o documento, “a economia circular é uma forma de conduta que respeita as fronteiras planetárias e apoia a implementação da agenda das Nações Unidas para 2030. Está relacionada a todas as fases, além da gestão clássica de resíduos, considerando o ciclo de vida do material e do produto. Serve para conservar os recursos naturais, incluindo proteção climática, do ambiente e da saúde humana.”

Em um artigo divulgado no Linkedin sobre essa novidade, Guido Aufdemkamp, diretor-executivo da Flexible Packaging Europe Association (em português, Associação Europeia de Embalagens Flexíveis), informou que a criação desses princípios orientadores levou em consideração a indústria e sua contribuição para uma economia circular.

 “A embalagem flexível pode ajudar a minimizar os impactos no meio ambiente, usando os recursos limitados da Terra de maneira sustentável. Reduzir a quantidade de resíduos gerados na fonte, também chamado de prevenção, é uma alavanca importante para aumentar a eficiência dos recursos e avançar para uma economia circular”, aponta.

Para acessar o documento na íntegra, disponível apenas em alemão, clique aqui.

No Brasil
Com o apoio da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) e outras diversas entidades representativas, foi criada em 2018  a Frente Parlamentar pela Criação de Estímulos Econômicos para a Preservação do Meio Ambiente.

Presidido pelo deputado federal Arnaldo Jardim (leia entrevista do parlamentar ao portal concedida no fim do ano passado), o grupo multipartidário discute, desde então, propostas de incentivos econômicos para a proteção ao meio ambiente. O grupo também defende que a Reforma Tributária, em discussão no Congresso, privilegie a economia circular.

Leia também:
Brasil mantém a liderança mundial na reciclagem de latas de alumínio
BMW adota novo sistema de reciclagem do alumínio
Novartis explica o uso e reciclagem do alumínio de suas embalagens
Novelis e Volvo criam sistema para reciclagem total do alumínio usado pela montadora

Veja também:

Com alumínio, pesquisadores criam primeiro material não cortável do mundo

Engenheiros da Universidade de Durham, na Inglaterra, desenvolveram o primeiro material não cortável do mundo. Batizado como Proteus, em referência ao deus grego, ele foi inspirado em elementos da natureza e tem a estrutura composta por uma espuma metálica de alumínio e esferas de cerâmica (alumina). O Proteus é altamente deformável e ultrarresistente a cargas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Menu